UA-39063185-1 Trocando uma ideia: Fanfic

"O problema não é você estar preso ,e sim o que você faz com a liberdade !!!"

Diga não ao bloqueio de blogs
"O problema não é você estar preso ,e sim o que você faz com a liberdade !!!"

Digite seu E-mail e receba as atualizações deste Blog

Você poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sábado, 14 de abril de 2012

Fanfic

Bem verdade que quem lê também escreve. Com o avanço da tecnologia a internet tem mostrado o quanto essa afirmação é verdadeira. Surgiu o Fanfic, uma abreviação do termo inglês Fan Fiction – ficção criada pelos fãs. Os fãs fazem a sua versão do que leram, desde animes. Mangás, filmes, livros, histórias em quadrinhos,... Esses escritores são conhecidos como Fictores.
O número de pessoas com o mesmo interesse fez crescer na net mais sites a respeito da arte. A criatividade abastecida pela extensa imaginação destes leitores/escritores tem movimentado este novo mercado virtual através de Blogs, fóruns, paginas de relacionamento tipo face e Orkut e por e-mails eles recriam histórias conhecidas como X-Men, RBD, Crônicas de Nárnia, Senhor dos anéis, Crepúsculo, Supernatural, CSI, entre tantos famosos em destaque.
Por outro lado os Fanfics infringem a lei de direitos autorais, mas devido ao grande número de sites na internet bem como os altos custos de um processo judicial, geralmente esse tipo de criação literária é permitido devido ao seu conteúdo ser criado por fãs, que provavelmente consumiram o produto original e não têm o intuito de obter lucro.
Há várias modalidades de Fanfic tipo Doujinshi que é baseada em Mangás, Cross Over onde se misturam universos diferentes como X-men/Harry Potter/Star Wars; Darkfic  traz cenas depressivas, atmosferas sombrias e situações angustiantes; temas específicos como romance, sexo, Personagens locais,...por idade...a infinidade onde só a imaginação leva.
Para alguns o crescimento do Fanfic no Brasil e no mundo se deve a febre de Harry Potter e Sailor Moon, informação que já vem sendo contestada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

.

.

.