UA-39063185-1 Trocando uma ideia: Retrospectiva pessoal - 21 ª Blogagem Coletiva Café Entre Amigos

"O problema não é você estar preso ,e sim o que você faz com a liberdade !!!"

Diga não ao bloqueio de blogs
"O problema não é você estar preso ,e sim o que você faz com a liberdade !!!"

Digite seu E-mail e receba as atualizações deste Blog

Você poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Retrospectiva pessoal - 21 ª Blogagem Coletiva Café Entre Amigos

O ano vai se encerrando e 2012 se despede com lembranças de um ano movimentado. Com a promessa de um fim que não virá, este ano deixa marcas profundas.
Uma retrospectiva de um ano que se vai seria trazer a tona os maiores destaques.
Me lembro que o ano de 2012 iniciou-se com promessas e sonhos e olhando agora por esta retrospectiva passo a entender melhor a profundidade dos acontecimentos.
Para mim este foi um ano de batalhas, e sei que ele nem encerrou-se. Um ano de mudanças radicais. Vitórias duvidosas e derrotas vitoriosas.
Amizades se revelaram. Amizades ficaram para trás e antigas amizades retornaram.
Presente e passado se tornaram um em prol de um futuro ainda desconhecido. Em momento de guerra confesso que a cegueira me impediu de ver que o mundo é maior que minha área de conflito.
Minha grande alegria é poder dar a meus filhos o que é de gosto deles e em seus aniversários consegui faze-los felizes.
Desempregado, decidi que precisava de um tempo para uma nova jornada, algo novo quem sabe.
Voltei a ler HQ, desta vez em formato digital. Como eu precisava. Novamente o passado se mistura com o presente. Ao rever amigos de velhos tempos veio as reflexões.
Definitivamente este foi um ano de mudanças em todas as áreas, um encontro com o tempo.
Este mesmo tempo que não volta atrás e que nos faz lembrar que coisas que não fizemos deveríamos ter feito e agora já é tarde demais para isso, pois o tempo não volta.
Em minha guerra comigo mesmo perdi. Esqueci que o mundo existe e não gira em torno de mim. Projetos não se concretizaram. Precisava combater o bom combate. Briguei com DEUS, comigo e com o mundo... perdi.
Sou um gestor, e costumo dizer aos que comando que se elas hoje são as mesmas pessoas que a vinte anos atrás, então elas não viveram. Eu vivi de novo. Como aço na fornalha fui moldado. Neste encontro entre passado e presente me tornei algo novo para um futuro desconhecido.
O ano ainda nem acabou...
Quando você pensa que a paz vem...
A poucos dias enterrei meu pai na véspera do aniversário de meu filho mais novo.
Coisas que não disse e nunca vou dizer. Coisas que ouvi e vou carregar comigo. Na bagagem a culpa moldada por um relacionamento arranhado. Coisas que nunca vou dizer.
E tenho a sensação que o ano não acabou... ainda.
Engraçado que tenho a sensação que o inimigo está de pé... saber que falta algo a ser feito e esperar as consequencias. Tive derrotas com sabor de vitórias. Peso a menos nas costas. Saber que aquilo que não nos mata nos fortifica.
No mundo virtual de cada dia vi novas amizades nascendo. Eu que sou anti-social virtual encontrei uma forma saudável de fazer amizades a distância, já que não curto MSN, Facebook, ou outros sites de relacionamento. É no Blog onde me sinto eu mesmo em meu espaço.
Este foi um ano longo. Tantas coisas aconteceram... conheci parentes que não conhecia, revi parentes que não via, descobri que tenho família. E como é grande...
Meu pai. Em memória - Dezembro 2012
A poucos dias enterrei meu pai na véspera do aniversário de meu filho mais novo.

13 comentários:

  1. Olá,
    Meu sentimento de pesar pelo seu papai amado... sei como isso dói na alma da gente...
    Parabéns pelas vitórias alcançadas, entretanto!!!
    Que novas bênçãos lhes sejam concedidas no ano que está por nascer!!!
    Abraços fraternos de Boas Festas

    ResponderExcluir
  2. Lamento pelo seu pai, gostei muito da forma que abordou o ano, todos temos nossos momentos de questionamento, que 2013 seja de bençãos

    ResponderExcluir
  3. Meu pai teve um infarto mas se recuperou, mas com certeza me fez pensar estava tão ausente dele, apesar de tudo com certeza foi um ano de aprendizado, que 2013 seja de vitorias.

    ResponderExcluir
  4. Gostei do que disse:
    Definitivamente este foi um ano de mudanças em todas as áreas, um encontro com o tempo.
    Tbm briguei muito com o Senhor e claro perdi rsrs.
    Lamento muito pela perda de seu papai, que Deus o conforte, mais uma vez uma bela postagem, como gosto de ler o que escreve.

    ResponderExcluir
  5. Sinto muito pelo seu pai, parabéns pela evolução vc escreve bem o que sente e isso nos ajuda.

    ResponderExcluir
  6. Lamento pelo papai! Tive uma perda dolorosa em nov. também e o vazio é sempre muito grande! Gostei do seu ano e da forma que vc escreve. Nos faz encontrar um pouco de nós nos teus escritos! Lindo 2013 pra vc!

    ResponderExcluir
  7. Meu amigo querido que Deus possa
    reconfortar pela perda do seu pai
    E que o ano de 2013 seja melhor e cheio
    de muita paz, realizando sonhos desejados
    Abraços com todo meu carinho
    Rita!!!!

    ResponderExcluir
  8. Sergio lamento pela perda do seu pai. Gosto muito da maneira como você escreve. As minhas atividades de mãe fizeram distanciar um poucos dos amigos ditos "reais". Mas acabei fazendo amizades incríveis no mundo virtual, conheci pessoas que parecem que foram meu amigos de infância no Twitter. E na blogosfera encontrei amigos incríveis. Desejo um 2013 de muita luz.

    ResponderExcluir
  9. Vi o seu link em um blog e vim conhecer.
    Lamento pela morte do seu pai, sei que é dificil mas ele já cumpriu a missão dele aqui nesse mundo.

    Tenha um fim de semana cheio de paz.

    http://artescompaixao.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Parceiro, eu lamento muito, de verdade, pela sua perda e lamento por ler isto ao vir visitar seu espaço. Eu não sei confortar pessoas e creio que em situações assim, não há nada que se diga que conforte. Tenho consciência que a empatia fica difícil de ser usada, porque cada um lida com suas perdas de um modo. Eu não perdi meu pai, mas perdi um avô que era para mim um pai e, portanto, apenas posso lhe dizer que talvez eu tenha um pouco de percepção do que possa estar sentindo no momento.
    A respeito de sua retrospectiva, acredito que muitos daqueles que creem em Deus se verão neste post. Eu já estive nas mais diversas denominações humanas / religiosas, tive e tenho muitos questionamentos, cheguei quase a me tornar ateu, mas parece que quando não é pra ser, não será. Deus sempre dá um jeito de chamar-nos de volta, mesmo que não queiramos! rs. Chega a ser engraçado. Parece que as lutas dos outros são menores do que as nossas e acabamos blasfemando realmente, o que eu acho mais honesto.
    Se Deus é como se diz na Bíblia, então ser hipócrita acerca do que estamos sentindo para com Ele é pior do que brigar. Porque, segundo o livro, Ele sabe de todas as coisas e, sendo assim, também sabe de nossas lutas e até que ponto podemos aguentar. E o inimigo, que pode ser apenas algo em nosso interior ou exterior, das consequências da vida, que nem sempre é justa, sempre estará de pé para nos derrubar. Cabe a nós a escolha de ficarmos caídos como ele quer ou de levantarmos e prosseguir o que você chama de Bom Combate. Vida espiritual é uma luta constante, isto é algo que já percebi por minhas andanças em diversas religiões em um tempo recorde. E isto independe da doutrina. Nenhum caminho que diz levar a Deus é fácil.
    Mas seu 2012, apesar de trágico, também teve um saldo positivo. Sempre tem. Você tem uma grande família, conseguiu recuperar amizades (eu nunca consigo esta proeza, rs) e está aqui, com saúde e vivo para nos contar e interagir conosco.
    Em relação ao blogue, sinto-me igual. Tenho Facebook, como sabe excluí o Twitter, porém, é na blogosfera que também sinto que sou mais livre para escrever a respeito das coisas que penso e penso que sou.
    Abraço e força.


    => CLIQUE => ESCRITOS LISÉRGICOS...

    ResponderExcluir
  11. Sergio,a perda de uma pessoa tão marcante em nossas vidas,não é fácil,meus sinceros votos de conforto e paz,vinda de Deus,ao seu coração.
    No mais , que este ano de 2013,continue sendo um sucesso , e que você continue com seus belos e bons textos, que eu adoro!
    Também amei fazer a minha retrospectiva.
    Beijo no coração,boas festas!
    Lílian -Blog:”Duas Moças Prendadas!”

    ResponderExcluir
  12. Parabéns pelas conquistas, como nos dá orgulho em lutar e vencer nossas dificuldades, obstáculos e desafios. As perdas são inevitáveis porém temporárias, as pessoas passam por nossas vidas por uma razão e fazem parte dela um certo periodo, e por u periodo certo e suficiente para ser inesquecível e marcante, mesmo aquelas que passam deixando uma lembrança ruim por desafetos, ingratidão e decepção, são necessárias para nos ensinar algo. Deus nosso pai tudo sabe.
    Entes queridos a saudade fica, e eu sei que não se foram para sempre, estão sempre próximos, mesmo que não vemos, e é por isso que devemos sempre orar por eles e manter sentimentos de carinho e amor, inclusive estão dentro do nosso coração e melhores recordações, a saudade é triste, mais necessária também. Força a vc e sua família.

    Um abraço carinhoso.
    Paty Alves
    www.agape-amorverdadeiro.blogspot.com
    www.patyiva.blogspot.com
    www.tentardecoracao.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Olá Sérgio.

    Antes demais, dou-te os meus sentidos e sinceros pêsames pela partida de teu pai. Nestas alturas, muitas vezes queremos confortar um amigo que está desolado, mas não sabemos o que dizer pois nada do que possamos dizer vai consolar esse amigo. Sou muito desajeitada a falar nestes momentos, mas se precisares de desabafar estou aqui.
    Meu amigo, a vida é composta de subidas e de quedas, mas é através dessas mesmas quedas que crescemos e evoluímos, pois são elas que nos voltam para Deus.

    Feliz Natal junto dos teus e um ano de 2013 cheio prosperidade, amor e saúde.

    Um beijo,

    Cris Henriques

    http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.com

    ResponderExcluir

.

.

.

.