UA-39063185-1 Trocando uma ideia: Setembro 2012

"O problema não é você estar preso ,e sim o que você faz com a liberdade !!!"

Diga não ao bloqueio de blogs
"O problema não é você estar preso ,e sim o que você faz com a liberdade !!!"

Digite seu E-mail e receba as atualizações deste Blog

Você poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Leilão de virgindade

 Catarina, uma brasileira de 20 anos resolveu leiloar sua virgindade. Ela se candidatou para participar de um documentário do diretor Australiano Justin Sisely. Por essa façanha ela recebe R$ 42 mil pelo contrato mais todo o valor do leilão que já chegou a R$ 130 mil e continuam os lances mais 10% nos lucros da publicidade.
"Fico feliz, porque isso é uma aventura para mim", declarou Catarina.
Junto com ela está o Russo Alexander Stepanov que se empolgou em conhecer as mulheres do Brasil. Como no contrato não especifica se o leilão pode ser arrematado por pessoas do mesmo sexo, o rapaz diz que não é gay, mas vai acatar as regras do jogo se vencedor for do mesmo sexo. "Eu prefiro uma garota, mas não há nada que eu possa fazer se o vencedor for um homem. Se não tiver escolha, vou fazer sexo com ele, mas quero que respeite o fato de que eu não sou homossexual”.
Esta prática de leiloar a virgindade começou no século XXI através do sistema virtual.
Lógico que até hoje causa polemica, mas alguns que se submetem justificam custear os próprios estudos na faculdade ou tratamento médico de parentes.
Numa sociedade como a nossa em que tantos vendem seus corpos não deveria este caso causar polemica.
A verdade é que embora mudem os nomes o pecado permanece o mesmo. Diariamente ao ligarmos a televisão somos bombardeados por mulheres seminuas que se dizem dançarinas, modelos, cantoras,... E que investem pesado no corpo. E há algumas que declararam abertamente seu potencial como mulher do sexo+dinheiro. Algumas se classificam apenas como dama de companhia que é muito comum em universidades. Da mesma forma os homens. Fácil ver gogos-boy disfarçados de meros dançarinos seminus na mídia.
Deveria ser normal, já que vivemos isso diariamente. Por que a polemica?
Pois não é normal.
Prostituição é a troca consciente de favores sexuais por dinheiro. Está é uma definição bem clara do nosso Wikipédia.
Ou seja, mudam-se os nomes, mas o pecado é o mesmo.
Vendo uma entrevista de Catarina nota-se que na cabeça dela é normal, e ela não é a única nesta posição.
Não tem jeito, entrou dinheiro (algo em troca, status,...) é prostituição. Tanto é que o diretor e idealizador do documentário se negou a receber alguma parte do dinheiro para não se taxar como cafetão/gingolo.
Dizer que é arte é negar a sua natureza e corromper a classe artística. Sexo é sexo e arte é arte. Simples.
Prostituição é a troca consciente de favores sexuais por dinheiro. Está é uma definição bem clara do nosso Wikipédia.

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

As 5 maiores invenções da humanidade


A bíblia relata que Deus nos fez a sua imagem e semelhança e viu que era bom. Outra verdade bíblica é quem dá o talento é Deus. E é tirando proveito desse talento que o homem faz as suas grandes invenções. Um ditado popular diz que a necessidade faz um profissional. Um ditado muito verdadeiro, pois quem não passou pelo aperto de ter que se virar em determinada situação. Nesse momento viramos pedreiro, encanadores, eletricistas, técnico em informática,... E lá se vai o bom uso do talento dado por Deus.
Eu classifico cinco como as maiores invenções. A roda, lâmpada, telefone, computador e internet. Vale lembrar que a maior invenção é aquela que dá origem as outras.
A roda nasceu a mais de cinco mil anos e desde então tem sido "uma mão na roda", pois tem servido de base para muitas invenções que vemos hoje, basta olharmos ao nosso redor e vemos seu sistema de funcionamento em ação.
A lâmpada foi inventada em 21 de Outubro de 1879 por Thomas Edson. Hoje não nos imaginamos as escuras.
Telefone foi em uma experiência com o telegrafo harmônico que Alexander Graham Bell junto com seu assistente Thomas Watson acabaram inventando o telefone. Isso foi em 1875.
O computador, este que está diante de você neste momento, exatamente por estar diante de você agora que é classificada como uma grande invenção. Antes deste modelo que você tem a sua frente, em 1946 John Presper Eckert e John W.Mauchlym inventaram o ENIAC que realizava cinco mil operações por segundo. Foi evoluído e não para, hoje temos o computador de bolso (Smartphone). Consegue imaginar sua vida sem computador?
Internet. Se sua resposta da pergunta acima foi não, vai concordar que a internet é uma grande invenção. Em 1969 a Arpanet ligou as universidades como um experimento militar e em 1980 as redes locais e instituições cientificas começaram a se conectar com a Arpanet. Em 1992 se estabeleceu a rede mundial WWW (World wide Web) e no ano seguinte o primeiro navegador fica disponível em rede mundial,... olha nós aqui conectados.
E essas invenções entre outras mudaram o destino (mudaram?) da humanidade. Cultura, crença, estilo de vida em si foram alterados.
Interessante que a maioria dos grandes inventores em suas épocas foram considerados loucos e desconsiderados pelas sociedades de suas épocas, fato que acontece até hoje.
Aqui no Brasil temos invenções boas que não emplacaram. Temos a "burrocracia" que impede o desenvolvimento de outras invenções e até mesmo a falta de verba ou incentivo para que se floresça a nossa fábrica de ideias. Nosso caso mais famoso é do inventor do serviço de identificação de chamadas chamado Bina que utilizamos diariamente.
O mineiro de 71 anos Nélio José Nicolai luta pelos direitos legais de patente contra as operadoras que faturam muito dinheiro com a sua invenção sem lhe dar a sua parte legal. Assim como temos na briga com os EUA de quem realmente é o pai da aviação. Outra briga recente é entre as marcas de celulares Apple e Samsung que brigam sobre o sistema Androide ser ou não uma cópia não autorizada.
Na verdade um dos lados vividos entre os inventores de hoje. A frase parece verdadeira quando diz que nada se cria e tudo se copia (inclusive textos de blogs na prática copiar e colar).
E pensar que todas estas invenções depende da maior delas, a roda.


segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Liberdade de expressão e terrorismo

Hoje eu li um post com esse mesmo título, liberdade de expressão e terrorismo. É sobre o caso do filme americano que desrespeita Maomé e que causou o maior "rebu". O intuito do texto é justificar a liberdade. Critica a censura defendendo a liberdade de uma forma que me preocupou. Culpa os radicais Islâmicos. Em um trecho do texto é citado o caso Madonna em um vídeo se masturbando com um crucifixo e defende que seriam erradas manifestações violentas contra o ato dela.  Mas o que mais se revela é a frase em que diz que temos o legítimo direito de falar mal de Jesus, Maomé ou quem quer que seja.
Minha pergunta é se temos mesmo esse direito de falar mal de quem quisermos?
Vou novamente falar (falar?) de direitos e deveres.
O comentário que fiz lá no post a que me refiro repetirei aqui.
Vocês tem realmente o direito de falar mal de Jesus, Maomé, de quem quiser. Mas também o dever de respeitar os mesmos.
Todos procuram seus direitos e ignoram seus deveres.
Por direito adquirido dirigem embriagados e matam inocentes. Outros assaltam e matam porque tem o direito de ter um carro ou outros bens. Transam em lugares públicos sem se importar com quem esteja vendo. É o direito de realizar suas fantasias sexuais. Há também aqueles que têm o direito de ouvir suas músicas horrorosas em som alto sem se importar se há um neném dormindo, não se importar com as horas ou se um vizinho precisa dormir para acordar cedo no dia seguinte.
E seus direitos são desrespeitados?
Cidadania?
Meus direitos terminam quando aparecem meus deveres.
Meus direitos não podem passar por cima dos direitos do próximo.
Todos se colocam como defensores da liberdade de expressão gritam por seus direitos e lamentam pela falta de cidadania, mas estes mesmos se contradizem diante de algum acontecimento que testa sua verdadeira posição dentro da sociedade.
Curioso que ninguém sai por aí gritando por seus deveres.
...é nesse momento em que vejo que estes políticos que tanto reclamamos é reflexo nosso.
Nesse texto em que não concordei havia uma referencia de um pensamento tirado de um livro.
...e nesse momento volto a pensar...
Tanta gente escrevendo porcarias e tanta gente absorvendo. Tantas pessoas que poderiam escrever coisas boas e não escrevem para que possamos absorver algo concreto e saudável.
 "O problema não é você estar preso e sim o que você faz com a liberdade."

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Talento não é unção!


O que é unção? Em uma definição simplificada podemos afirmar que é a capacitação para determinada tarefa. Ou seja, quando uma pessoa é ungida ela é capacitada para devidos fins. O Cristão concretiza este ato com o derramamento de uma substancia oleosa.
Talento é uma vocação ou dom. Um termo para designar as habilidades ou a capacidade natural para realizar determinadas tarefas.
Como algo tão simples pode causar tanta confusão dentro de uma igreja? Embora as definições tenham o mesmo sentido, na prática do nosso convívio religioso são coisas bem diferentes.
A pessoa ungida foi consagrada pela sua capacitação em determinada área ministerial conforme nossa crença. Há aqueles que foram ungidos pela capacitação do canto e são ungidos a levitas (no termo atual como cantores cristãos), outros tem o dom da palavra e se tornam pregadores enquanto outros pelo carisma se desempenham bem no evangelismo,... Assim em várias áreas ministeriais.
Essa capacitação o secular (aquele que não é da igreja) também tem. Pessoas com as mesmas capacitações são selecionadas para determinados setores em uma empresa por exemplo.
Onde está a diferença?
Talento é ou não é unção?
Se dentro ou fora da igreja são as mesmas, explica-se o motivo de tanta confusão.
O diferencial está exatamente em estar dentro ou fora de uma igreja e que te seleciona para o que e para onde.
Talvez seja por isso que encontramos pessoas talentosas na igreja que são confundidas com pessoas ungidas. Pessoas com grande habilidade em oratória, em cântico, instrumentistas e carismáticas. Assim como encontramos também na política.
A árvore se conhece pelo fruto. O ungido não se define apenas pelo talento, mas sim em sua conduta cristã.
Posso eu ser um grande compositor, cantor e instrumentista na igreja sem ser realmente um levita. O pecado me colocaria nesta condição. Da mesma forma com grande habilidade em oratória ser apenas um orador e não um pregador.
Essa dita unção no cristianismo teria que vir com frutos reais e profundos e não superficialmente como vemos em alguns lugares.
Deus dá o talento, Todos temos a nossa especialidade tanto dentro como fora da igreja. O talento assim como a unção traz o peso da responsabilidade.
Essa unção ao contrário do que se pratica não pode ficar restrita dentro da igreja, mas o ungido carrega por todo lugar que seus pés firmam a todo o momento.
Falta discernimento tanto para as chamadas ovelhas como para os próprios que se colocam como ungidos. Observar o fruto pode ser a melhor forma de identificar e poder afirmar que talento não é unção.
O que é unção? A verdadeira realidade da igreja é o sobrenatural. A obra de DEUS é o celestial e inusitada. Os milagres acontecem. Ficar livres de pecado, contendas,  com o coração humilde e perdoador.
Na igreja a posição de hierarquia traz este peso espiritual. 
 A verdadeira realidade da igreja é o sobrenatural

Mixtape Michael Jackson

Este vídeo é uma Mixtape do Michael Jackson com alguns dos seus grandes sucessos. Foi mixada no Virtual DJ e no Movie Maker. Tem duração de 01:10h.


Liberian Girl
 Dirty Diana
 Man In The Mirror
 Give in to me
Gone too soon
 Who is it
 The Lady in My Life
 Keep the faith
 The Way You Make Me Feel
 Smooth Criminal
 In the closet
 Jam
 Speed Demon
 Dangerous
 Bad
 Thriller
 Human Nature
 The Lady in My Life

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Fúria contra os EUA

África e Oriente Médio tem mostrado ao mundo uma avassaladora fúria contra os EUA. Motivo desta fúria é que os americanos produziam mais um de seus filmes de "comédia" intitulado "a Inocência dos Mulçumanos". O filme de baixo custo ridiculariza o profeta Maomé. A comunidade Mulçumana, claro, caiu dentro. Assim que foi divulgado o vídeo na Net a resposta foi instantânea.
produtor do filme está sendo procurado para dar explicações e atores se dizem enganados e que não sabiam do que se tratava o filme(?) e tristes com a repercurção que causou o filme que em uma das cenas mostra Maomé fazendo sexo.
Devido a este incidente além de muita destruição pessoas foram mortas. Não é de hoje que os EUA fazem esse tipo de filme a respeito de tudo, inclusive nosso DEUS e seu povo. Mas como cada um é cada um... o mundo novamente descobriu que com Maomé não se brinca. O que me faz refletir este episódio. Acredito que não é só uma questão religiosa já que sabemos da delicada convivência dos americanos com eles. O tratamento e exigência que eles dão a Maomé embora discordemos da violência me faz lembrar que por aqui não há o maior respeito por Jesus e DEUS, os seus próprios bagunçam a coisa toda.
Para nós é só um filme, mais um filme de comédia forçada e sem graça como muitos filmes deles (falo disso que eles chamam de comédia), mas para outros ficou claro que o buraco é mais embaixo como diz na rua. Para o Islã desceu amargo esta ofensa. Os protestos aumentam por mais de 20 países.
A imagem americana no mundo Arabe manchou mais ainda com este incidente.
Por aqui no Brasil recentemente tivemos um protesto na Net conta o humorista Didi a respeito de um filme ainda a ser produzido onde se colocaria Jesus como não sucedido em sua missão entre nós. Cumprimos os mandamentos de Cristo e não derramamos sangue, apenas ofensas, o que nos coloca numa boa posição diante de um DEUS que prega amor.
Os protestos aumentam por mais de 20 países.
O filme de baixo custo ridiculariza o profeta Maomé.
 
Filme de Didi também gerou polêmica por insinuar que Jesus fracassou (link)

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Batman, o cavaleiro das trevas parte1

Para quem não conhece, Frank Miller é um dos consagrados gênios das HQ(Histórias em Quadrinhos) que revolucionou alguns personagens tanto na Marvel como na DC, suas duas grandes obras foram o Demolidor e Batman. Em 1986 Miller teve a brilhante idéia de criar uma mini-serie onde Batman estaria na meia-idade(velho) em uma Gothan quase apocalíptica. Uma história sensacional. Virou um marco dos HQ.  Foi nessa fonte que Nolan bebeu e se consagrou com sua trilogia cinematográfica.
Nolan começou meio que tímido com Begins contando a origem do homem morcego nas telonas. Em seguida Ele(Nolan) mostrou que captou toda a essência do que Miller fez nas HQ, pegou o mesmo título, cavaleiro das trevas, e arrasou mostrando o confronto do morcegão com seu grande inimigo Coringa. E fechando com chave de ouro, em o cavaleiro das trevas ressurge, Nolan novamente mostrou toda a essência de Batman de Miller no confronto com Bane; Foi sensacional.
A HQ(História em Quadrinhos) foi em 1986 e de vez em quando é relançada, mas acabou. Nolan encerrou sua trilogia e disse que chega, não faz mais. Por que então continuamos falando de cavaleiro das trevas? Até quando vamos falar deste assunto?
Estamos falando mais um pouco. Enquanto cavaleiro das trevas de Miller estiver dando assunto... estamos aí.
Batman, o cavaleiro das trevas parte 1 está saindo em DVD. A HQ em desenho animado. Isso mesmo.  Esqueça tudo que você viu de desenhos animados de super heróis e se surpreenda com este desenho. É muito legal você assistir em desenho algo que você leu em HQ. Este não é como nos filmes onde assistimos uma adaptação. É simplesmente o quadrinho em desenho animado. Muito bom.
A primeira parte sai  agora dia 25 de Setembro e a segunda parte em Janeiro de 2013.
... é, vamos ficar mais tempo falando de cavaleiro das trevas de Miller.
 Miller teve a brilhante idéia de criar uma mini-serie onde Batman estaria na meia-idade
 Foi nessa fonte que Nolan bebeu e se consagrou com sua trilogia cinematográfica.
A História em Quadrinhos em desenho animado.

Gostaria de fazer mas não tenho coragem...

Tem coisas na vida da gente que gostaríamos de fazer mas falta coragem. De certa forma isso é bom, pois o medo é o que nos faz ser cauteloso, um mecanismo de defesa na verdade. Profissionais como bombeiros preferem aquele que diz ter medo do que aquele que diz não ter. Essa falta de coragem acaba ajudando.
Tem coisas na vida que gostaríamos de fazer e que faltou coragem, e chega uma altura da vida em que perguntamos porque não fizemos, poderia ter vivido mais(como diz a música). Uma incógnita cruel.
Eu por exemplo gostaria de ter feito uma determinada tatuagem de uma banda de música que gosto muito. Não fiz, faltou coragem. Gostaria também de ter largado tudo e ido para um lugar longe da civilização; Montar um négócio e ser dono de meu nariz,... faltou coragem para arriscar mais este passo.
E o tempo passa... passa... e com a idade avançando olhamos para trás e lá vem o questionamento cruel de que poderia ter vivido mais.
Mesmo assim parece que não aprendemos, pois ainda falta coragem para dar alguns passos na vida.
  pois o medo é o que nos faz ser cauteloso
13º Blogagem Coletiva do Blog "Café entre amigos"

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Caderno personalizado

Fiz uma personalização em um caderno. É muito simples. Além da beleza tem a originalidade e sua personalidade. Tendo criatividade pode-se fazer grandes artes. Vou ensinar um muito simples, mas vale lembrar que se você se dedicar e tiver habilidade e talento para arte pode ir longe.
Você vai precisar de caderno, tesoura, alicate (se o seu caderno for de mola), cola, fita adesiva,uma garrafa de café (eu bebo café quando estou no computador - Rsrsrsrsrsrrs...), papel contact, flanela, computador, impressora e o mais importante, criatividade.
 Escolha as imagens e as monte.
Usei umas fotos de família, os programas de arte Paint e PhotoFiltre Studio.
Faça sua montagem conforme sua criatividade.
Após fazer a diagramação, imprima em A4 ou Oficio conforme o tamanho do seu caderno.
Pegue o caderno, se for de mola tire a mola.
 Prenda a sua impressão com durex como estivesse encadernando.
Com o papel contact cubra a capa e retire a película com cuidado para evitar bolhas.
Para retirar algumas bolhas de ar que ficam passe o pano por cima esfregando.
 Colar as bordas de dentro. Pronto. Se for de mola recoloque-as.
 Há varios sites que ensinam a fazer vários tipos de personalização. É um bom presente, natal chegando... algo diferente e personalizado tipo caneca, chaveiro,... e detalhe, não precisa pagar caro, seu computador e impressora já tem programas que fazem isso, e o Google pesquisa oferece várias informações.
 Minha esposa estava precisando de um caderno novo para suas anotações, ganhou um personalizado.

domingo, 9 de setembro de 2012

Abraham Lincoln: Caçador de Vampiros


Mais um filme de vampiros. Pra dizer a verdade tenho saudade dos velhos tempos. Tempos em que a TV colorida estava chegando as simples residências dos pobres. Naquele tempo não havia as tecnologias de hoje. Filme de terror era simples. Suspense e como sugere o nome, terror. Os efeitos são considerados hoje como os piores possíveis. Aqueles filmes chamamos de Trash. A criatura do mal era simplesmente mal. Não havia crise de existência como nos filmes de hoje. Vampiro, lobisomem, zumbis, mortos vivos,... Faziam o mal e acabou (ponto). 
Hoje rola uma boiolagem (com todo o respeito aos gays), eles não sabem a que veio ou a que morreu. "Morder ou não morder; Eis a questão!"
“Eu assisti ao filme Abraham Lincoln: o caçador de zumbis”, que me lembrou muito o filme original "A volta dos mortos vivos", que serviu de inspiração para o sucesso "Resident Evil". O caçador de zumbis para quem gosta do gênero é sem dúvida um grande filme, vale lembrar que estamos falando de Trash. Vamos ficando velhos e a saudade das coisas antigas bate forte. 
Este filme "caçador de vampiros" é baseado no livro de mesmo nome de Seth Grahame-Smith. Eu esperava mais deste filme. De maneira não muito brilhante o filme mistura a realidade e ficção em torno dos mistérios na vida daquele que já foi presidente americano. A vida de Lincoln é cheia de mistérios e assim como no filme "caçador de zumbis", neste filme também se explora esse mistério e dá-se asas a ficção. Uma verdadeira viagem alucinógeno-cinematográfica. Não é novidade filmes que misturam ficção com realidade e há uns que foram bem explorados. O filme parece uma tentativa frustrada de mostrar efeitos especiais em 3D e Cia. Muitos (d)efeitos que lembram Matrix, mas não chegam aos pés daquele que revolucionou a arte de fazer efeitos especiais.
Até hoje, depois de Matrix muitos tentaram fazer algo grande em efeitos e afundaram porque esqueceram que assim como Matrix, eles teriam que apresentar uma boa história. 
Uma boa história foi o que faltou em o caçador de vampiros.
Exatamente o que tem de sobra nos filmes antigos. Uma boa história salva o filme.
Cadê os grandes filmes de terror?
Falta o "prazer no mal” (falo de filmes nada mais) nos vilões. Não vou incluir a turminha de Crepúsculo e as series que passam por aí, até porque estes são classificados (justificados) como romances. Hoje os mortos vivos perderam o mistério e são explicados pela ciência. Um DR. Louco tentou fazer um exército de Capitães América que deu errado, blá blá blá... Parece novela onde o personagem faz o mal o tempo todo e nos capítulos finais alega-se loucura. O mal acabou? Não existe? A bíblia mente? Porque negar a existência do mal em sua pura essência?  Não é exaltação ao maligno, mas jogar o lixo para debaixo do tapete não resolve. O que resolve o problema é assumir a existência dele. Assumir que o mal existe ajuda a combatê-lo. Mas até o cinema o nega... Três exemplos de sucesso no cinema hoje são o Coringa e Bane de Cavaleiro das trevas e Loki dos Vingadores. Por quê?  Apenas fazem o mal! Faltou isso em Abraham Lincoln e outros filmes que erradamente classificamos como filme de terror.
Saudades dos velhos tempos onde existia apenas o mal e o bem, não havia explicações científicas e crises de existências...
O livro de Seth Grahame Smith
Abraham Lincoln (1809-1865) foi o 16º presidente dos EUA, lembrado por ter comandado o país durante o sangrento período de Guerra Civil (1861-1865), por ter fundado o partido republicano, por ter finalmente abolido a escravidão no país e pelas inúmeras anedotas contadas sobre ele que o fazem conhecido até hoje como Abe, o honesto. 
 Cenas do filme
 O recente eleito a presidente americano filho de sapateiro em seu primeiro discurso no Senado foi questionado por um  arrogante político, pois as classes dominantes se sentiam constrangidas por ele ser filho de sapateiro e agora presidente. Foi abordado o presidente:
"- Antes de o senhor começar, eu gostaria de lembrá-lo de que o senhor é filho de um sapateiro. 
E todos riram imediatamente. 
No fundo, todos queriam humilhá-lo, já que derrotá-lo não havia sido possível. 
Mas um homem persistente como Lincoln que faliu aos 31 anos de idade, que foi derrotado numa eleição para o legislativo aos 32 anos, que faliu de novo em outro negócio aos 34 anos, que superou a morte de sua namorada aos 35 anos, que teve um colapso nervoso aos 36 anos, que perdeu nova eleição aos 37 anos, que perdeu nas eleições para o Congresso dos USA aos 43, 46 e 48 anos, que perdeu a disputa para o Senado americano aos 55 anos e que só conseguiu ganhar sua primeira eleição aos 60 anos e para Presidente dos Estados Unidos é difícil de ser derrubado. 
Lincoln sorriu e com voz pausada e com a segurança de um vencedor, mas sem jamais esquecer sua origem, respondeu: 
- Obrigado por lembrar-me de meu pai neste momento. Eu procurarei ser um presidente tão bom quanto o sapateiro que ele foi. Eu me lembro de que meu pai sempre fez os sapatos de sua família, se os seus sapatos apresentarem algum problema, você pode trazê-los e eu os consertarei. Desde cedo aprendi a consertar sapatos e agora que meu pai está morto posso cuidar dos seus. Aliás, se algum de vocês tiver um sapato feito pelo meu pai que esteja precisando de conserto pode trazer para mim. Mas de uma coisa estejam certos: eu não sou tão bom quanto ele. 
E seus olhos encheram-se de lágrimas ao lembrar do pai. 
De nada adiante você ser um profissional bom, competente, com iniciativa se não estiver bem. 
Seja qual for à circunstância, sempre mantenha o orgulho de se si mesmo, de sua família e do seu trabalho
As árvores mais altas têm as raízes mais profundas, assim como as dificuldades moldam os campeões. 
Por isso, você deve ser grato não somente aos obstáculos, mas a todos os que pavimentaram seu caminho. "
Fonte: http://tulioelvis.blogspot.com.br/2011/01/abraham-lincoln-e-o-valor-da-auto.html

                                                             Famosa homenagem a um ex-presidente americano

Mercenários 2

Eles estão de volta. Os dinossauros do cinema que fizeram grandes sucessos nas décadas de 80 e 90 retornaram juntos num único filme. Aquilo que parecia um sonho virou realidade. Para o fã poder ver seus grandes ídolos cinematográficos juntos é no mínimo fantástico. A idéia foi boa, o que rendeu ao primeiro filme boa receptividade e novas sugestões para a continuidade.
Este segundo filme como o primeiro não traz novidades quanto ao genero filme de ação, mas sim a união dos astros do cinema.
Com ação do começo ao fim e grandes cenas ironicas, os mercenários aceitam mais uma missão para pagar uma dívida do filme anterior.  No elenco temos Sylvester Stallone, Jason Statham, Arnold Schwarzenegger, Bruce Willis, Jet Li, Chuck Norris, Jean Claude Van Damme, Dolph Lundgren, Terry Crews, Randy Couture, Scott Adkins e Liam Hemsworth.
É um bom filme de ação em que vale relembrar (não querendo ser epetitivo já sendo) que seu grande trunfo é a união destes grandes astros.
Já especula-se o terceiro filme com outros grandes nomes que ficaram de fora nestes dois primeiros filmes. 
 Os dinossauros do cinema que fizeram grandes sucessos nas décadas de 80 e 90 retornaram juntos num único filme
Cenas do filme

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

7 de Setembro

Dia 7 de Setembro comemoramos a nossa independência. Resumindo a história, foi no ano de 1822 que passamos a ser independente de Portugal. Independência ou morte é a frase histórica que ainda faz parte do nosso dia a dia. Uma situação conjugal, trabalhista, entre tantas que nos leva a querer essa desassociação de alguém ou alguma situação.
Claro que essa emancipação tem seu custo. Seja financeiro, emocional ou espiritual, um dia gritamos pela nossa independência.
Chega, já sou maior de idade. Chega, quero divórcio. Chega, quero minhas contas. Esses são os nossos gritos de independência ou morte. Realmente, tem um momento em que damos um basta.
Da mesma forma nosso país deu um basta a Portugal.                                                        
Hoje nossa pátria é independente?
Não.
De certa forma somos colônia dos EUA. Basta olharmos tudo ao nosso redor. Cinema, música, arte, mundo dos negócios,... um mal necessário, já que aquece(?) a nossa economia.
Conosco acontece à mesma coisa. Tornamos-nos independente de uma situação e ao mesmo tempo presos (colonizados) a outras situações na vida pessoal, profissional e até mesmo espiritual.
Essa independência é um grito para a liberdade. Poder voar alto como os pássaros ou cruzar as mais distantes localidades que leva a maré. Tão bom respirar aliviado tendo na consciência que tirou um mundo das costas.
Viver sem correntes.
A que preço?
Os Black Panthers nos EUA nas décadas de 60 e 70 lutaram para poder ter sua liberdade respeitada como andar normalmente pelas ruas como um cidadão comum, curiosamente hoje seus filhos usam essas mesmas ruas para se matarem na disputa pelas drogas (?).
Aqui no Brasil lutamos contra a ditadura pela mesma liberdade. Curiosamente usamos essa liberdade para desrespeitar os direitos do próximo (?). Uma liberdade que sem controle nos leva a ruina e a arruinar outros.
O que isso tem a ver com independência?
Independência é o grito pela liberdade!
O que fazemos com ela?
"O problema não é você estar preso, e sim o que faz com a liberdade."
 Essa independência é um grito para a liberdade
Em todo país os Militares desfilam em comemoração a indepenência 
"O problema não é você estar preso, e sim o que faz com a liberdade."

domingo, 2 de setembro de 2012

Tecnologia

A operadora TIM está sendo condenada a pagar R$ 500 mil por propaganda enganosa. A Tim vendia o serviço de 3G Ilimitada com velocidade máxima, coisa que não era verdade. A operadora informa que ainda não recebeu oficialmente a intimação. Isto aconteceu no Rio Grande do Sul. Claro que eles podem recorrer. A boa notícia é que alguma coisa está acontecendo a nosso favor. Após anos sendo enganados descobrimos que podemos ser amparados pela lei. Quem sabe essa iniciativa da justiça do Rio Grande do Sul se espalhe pelo restante do país e a justiça começa a controlar as demais operadoras e os serviços prestados. Embora a Tim apresente o maior número de problemas, as demais operadoras ainda ficam a desejar. Que os Ministérios públicos fiquem de prontidão, pois dependemos deles para defenderem nossos direitos legais.
Já a nossa querida Nokia anuncia que irá nos apresentar sua nova coleção, entre os novos aparelhos estará o Nokia Lumia Glory, um aparelho mais em conta para a população. O Lumia Glory terá o Windows Phone 7.8, processador single-core de 800 MHz e apenas 256 MB de memória RAM. Os demais aparelhos já com o Windows Phone 8.
Enquanto a Apple continua sua guerra contra a Sansung da patente que envolveu o sistema Android, a própria Sansung já anda colocando o "plano B" em ação, com dois dispositivos baseados no sistema operacional do Windows para os Tablet e Smartphone. Após sofrer mais uma derrota nos tribunais na semana passada para a Apple era tempo da Samsung rever algumas coisas.
E nesse mundo de tecnologia muita coisa muda rapidamente, quase tão rápido que fofoca maldita. Por isso gosto de concorrência, para nós consumidores é bom, pois reduz preços (quando não fomam grupinho fechado), melhora a qualidade e aumenta a diversidade. Claro que para esse sucesso precisamos que nossos representantes da lei cumpram e façam cumprir a lei de forma que os direitos de consumidores sejam respeitados.

.

.

.

.