UA-39063185-1 Trocando uma ideia: É hora de acabar com a política de cotas raciais?

"O problema não é você estar preso ,e sim o que você faz com a liberdade !!!"

Diga não ao bloqueio de blogs
"O problema não é você estar preso ,e sim o que você faz com a liberdade !!!"

Digite seu E-mail e receba as atualizações deste Blog

Você poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 28 de abril de 2013

É hora de acabar com a política de cotas raciais?

Mundo a fora é praticado politicamente o sistema de cotas para pessoas "diferentes" dentro da sociedade. Esse sistema de cotas vem ajudando "minorias" desfavorecidas pelo sistema social. Aqui no Brasil vemos regularmente este processo em ação e até nossos políticos que não são bobos utilizam desta ferramenta para se eleger, pois oferecem cotas e outras facilidades similares aos seus eleitores. Além dos tradicionais sistemas de cotas eles oferecem auxílios aos mais nessessitados. Se votarmos neles as obras públicas prosseguem, a melhoria nas escolas e hospitais serão realizadas, o salário será reajustado,... blá blá blá político de sempre.
Cotas e auxílio.... assim funciona.
Muitos são beneficiados por este sistema de cotas. Nos EUA funciona da mesma forma pelos mesmos motivos. As pessoas menos favorecidas precisam destes auxílios.
E assim como na terra do Tio Sam, hoje aqui também chegamos aos questionamentos. É justo esse sistema de cotas racial? Não há uma infração da lei neste processo? E os demais dentro da sociedade não estão sendo desrespeitados por isso?
Acima da entrada da Suprema Corte Americana vem escrito: " Justiça igual sob o domínio da lei". Este mesmo tribunal vem avaliando se estas cotas vem violando essa promessa. A pergunta polêmica é se o governo deve ignorar a cor de pele em seus processos sociais e legais.
Os governos deveriam ser daltônicos.
Diz uma lenda aqui no Brasil que somos iguais perante a lei (artigo 5º da nossa constituição). Somos? Se sim, por que cota?
Segundo o IBGE no seu último Senso em 2010, somos nós o Brasil a maior população negra fora do continente Africano.
Como Assim?
Não somos nós negros a minoria nesta terra tupiniquim?
A cota acontece no Brasil como uma forma de mascarar o fracasso de nossos governantes que ao invés de investirem no País, investem em si próprios.
Temos uma política de governo fracassada onde os governantes lutam por seus interesses particulares e não levam a sério a administração do serviço público. Funcionalismo público é na verdade terra de ninguém. O pior, nossos políticos são na verdade reflexo de uma sociedade corrupta aos olhos das leis do homem e de DEUS.
Não se investe em uma política séria, por isso o sistema de cotas e auxílios permanece. Ensina-se o homem a pescar e ele vai se virar ou educa este homem a depender de que alguém lhe alimente e ele sempre estará com as mãos estendidas aguardando o seu peixe.
DEUS é perfeito. Fez o homem a sua imagem e semelhança. Não fez distinção. O cérebro humano funciona da mesma forma para todos, independente de cor da pele ou condição social. Se todos estudarem, todos aprendem, mesmo tendo ciência que alguns tem mais dificuldade de aprendizado, mas todos aprendem.
O cidadão que tem mais condições financeiras coloca seus filhos nas melhores escolas, escolas estas que tem o nível de ensino puxado, e estes alunos saem de lá capacitados a ingressar uma boa faculdade sem depender de cotas e auxílios. Os mais pobres desta sociedade poem seus filhos nas escolas pública e se as matérias forem mais puxadas, vem um grupo político e cria leis que proíbem "massacrar" os alunos, coitadinhos. Essa é nossa política que bate de frente com a divindade de DEUS.
Cota foi um mau necessário, mas hoje descobrimos que na verdade precisamos de uma política que invista sério em educação, saúde, cidadania,... que façam o seu trabalho e trate a lei conforme ela nos deveria tratar, como iguais perante a ela.
O Brasil é um país de diversidade e mesmo assim ainda vemos forças separatistas que reclamam de preconceitos, mas na verdade se tornaram preconceituosos.
É preciso nos aceitarmos como somos. Negros, brancos, índios, nordestinos, gays, cristãos, gordos, magros, altos, baixos,... nossa como somos diferentes, como somos iguais.
Continuaremos com nossas marchas separatistas lutando contra as diferenças exibindo nossas diferenças estampadas em faixas e camisetas? 100% negro. 100% branco. 100%cristão. 100%gay. 100% gordo. 100% magro... 100%  100% em um pais miscigenado?
100% misturado! Juntos e misturados!
Não precisamos de cotas e auxílios.
Precisamos de uma política séria.
Precisamos de uma sociedade mais justa.
Precisamos rever conceitos.
Precisamos ser iguais perante a lei e DEUS.
"É em nossas diferenças que mostramos o quanto somos iguais"
Joaquim Barbosa não precisou de cotas, mas a defende.

Um comentário:

.

.

.

.