UA-39063185-1 Trocando uma ideia: Tenho culpa?

"O problema não é você estar preso ,e sim o que você faz com a liberdade !!!"

Diga não ao bloqueio de blogs
"O problema não é você estar preso ,e sim o que você faz com a liberdade !!!"

Digite seu E-mail e receba as atualizações deste Blog

Você poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 4 de agosto de 2013

Tenho culpa?

Estamos atravessando uma temporada de manifestações. Grupos estão lutando por seus ideais. Igrejas, gays, funcionários públicos, estudantes, trabalhadores,... tantos reclamando que nada está bom.
A vida é engraçada... basta meditar sobre ela.
Estive pensando (faço isso as vezes) em muitas coisas ultimamente. Quando tomamos conhecimento de algo, automaticamente criamos opiniões a respeito desse algo.
Nestas manifestações, aqui no RJ, as pessoas que estão protestando querem que o governador do RJ saia do comando, consequentemente o Estado de São Paulo recentemente pediu a mesma coisa através destes protestos.
Que saia os governadores, prefeitos, deputados,vereadores, ministros,...
Parei!
Parei para pensar, pois faço isso as vezes!
Que culpa tenho nisso tudo?
Recentemente a emissora de TV SBT denunciou médicos de São Paulo que batiam ponto (cartão) e em cinco minutos saiam, ou seja, iam ao hospital público, batiam o ponto e não trabalhavam, iam embora. Alguns alegaram ser acordo com a diretoria do hospital. Lembrando que esta denuncia não é novidade e nem exclusividade de SP. Sabemos também da postura da banda podre da polícia. E claro, sabemos de outras denuncias que envolvem funcionários públicos que tornam o serviço pior do que está. É "normal" ser mau tratado em setores públicos por funcionários que acham que fazem um favor a população.
Por que Dilma (a presidenta) quer médicos de fora? Simples, nossos médicos não querem trabalhar em áreas carentes e chamadas de "fim de mundo" .
 Entendo as condições precárias existentes no serviço público, o que torna difícil pra um profissional desenvolver um bom trabalho, mas fraude e corrupção justificam ou melhoram a situação? É justo punir a população que tanto precisa?
... tanto discurso lindo e poético para isso?
Ficou comodo culpar o governo. Nossos políticos é quem não prestam!
Eles são reflexo da sociedade...
E as empresas envolvidas nos escândalos ninguém vai em suas portas protestar? São eles que aceitam ou oferecem a proposta indecente. Serão estes empresários e servidores públicos pais destes manifestantes? Sendo assim, por que não manifestar dentro de casa, protestar contra a postura imunda dos pais?
As vezes penso...
A culpa não é apenas de nossos políticos, mas sim de cada um de nós dentro da sociedade.
"Talvez seja o momento para sairmos em passeata gritando "queremos nossos deveres!". Acredito que aí sim este país melhora, pois se todos exercerem direitinho seus deveres ninguém terá do que reclamar."

8 comentários:

  1. Caro Sérgio, as vezes também penso e nesse momento estou refletindo e penso que tu estás com toda razão,... cada um também tem sua cota de culpa e responsável. Amei a postagem. Um abraço.

    ResponderExcluir
  2. Oi Amigo! Primeiramente quero agradecê-lo pelas visitas e comentários em meu blog. Depois, parabenizá-lo pelos textos tão reflexivos que posta em seu espaço.
    "A culpa é minha e a ponho em quem eu quiser." A frase já diz tudo, é muito comum culpar os outros pelos desastres de nossas vidas. Os governantes, bons ou maus, estão lá porque foram "democraticamente" eleitos. Se os ditos cidadãos se deixam comprar, se furam filas, não pagam impostos, não se previnem contra as doenças, se não vão à escola, não leem, não se informam, não estudam, roubam no trabalho, deseducam seus filhos e se entorpecem com futebol e cachaça, querem o quê? A educação para a cidadania começa em casa e continua na sociedade, mas não mais se encontra parâmetros em uma e em outra. Para baixo, todo santo ajuda, mas edificar uma sociedade, com base na ética, não se vê mais essa intenção no bojo de nossa cultura. Gritar no deserto ainda é privilégio de poucos, mas sair arruaçando por aí já virou moda. E que Deus se apiade dessa gente.
    Tenha uma boa semana!

    ResponderExcluir
  3. Culpar as outras pessoas pelos fracassos é uma boa saída para aqueles que não querem assumir seus erros. A barbárie se instala nos grandes centros em prol do chamado protesto. Se cada cidadão exerce com dignidade suas funções não teríamos uma sociedade podre e hipócrita. Somos frutos do meio que ajudamos a construir. É chegada a hora de conclamar pelos deveres pois nossos direitos serão respeitados quando cumprirmos com retidão a parcela que nos cabe na sociedade. Um excelente artigo. Parabéns!
    Hoje vim te convidar para conhecer meu novo espaço virtual. Será um prazer te receber para um brinde. Para acessar minha nova casa click aqui ”Casinha da Poesia”
    Beijos com meu especial carinho
    Gracita

    ResponderExcluir
  4. Amigo Sérgio!

    Às vezes também na vida, nas pessoas ao meu redor e observo. Tenho notado que as pessoas não sabem o que querem, não sabem o que é o respeito, o que são direitos/deveres, nem conhecem a bondade e muito menos o amor.
    Será que algum dia essas pessoas deixaram de brigar e de reclamar, de parar cobrar dos outros o que elas próprias não têm, ou não podem dar?
    Muito boa a postagem.

    Um beijo e desculpa quando me ausento, problemas de saúde...

    Cris Henriques

    http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.com

    NOVO: http://jakeemary.blogspot.com

    NOVO: http://espacoconscienciapura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Bom dia, bom começo de semana
    hj vim te convidar para comemorar
    meu aniversário, quero dividir minha
    alegria e oferecer um pedaço de bolo
    Venha que a festa já está começando
    Bjuss carinhosos
    ♫•*(¯`v´¯)¸.•*✿ღ
    *◦.(¯`:✿!:´¯) ✿ღ
    *✿.(_.^._)*•.¸¸.•
    ______________Rita!

    ResponderExcluir
  6. Claro que a culpa é nossa muitos não se interessam pelo que esta ocorrendo no pais faz anos, fora os que vendem votos e por ai vai....precisamos mudar sim, mas começando de nós, nos informando e ai sim sabendo nossos direitos e deveres.

    ResponderExcluir
  7. Olá td bem por aqui, vim agradecer seu carinho
    no meu aniversário, desejar sempre o melhor pra vc
    Se a gente se interessasse mais pelos assuntos seria bem melhor
    Venha participar do sorteio do meu Blog será bem vinda (o)
    Abraços
    Rita
    http://cantinhovirtualdarita.blogspot.com.br/2013/08/sorteio-do-cantinho-virtual-da-rita.html

    ResponderExcluir
  8. Oi, Sérgio!
    Esses protestos terão efeito à longo prazo e não podem parar. Serve de conscientização para aqueles que votam inconscientes em troca de favores ou deslumbrados com o poder. O nosso país ainda é uma nação jovem democraticamente e precisamos sair do círculo vicioso imposto pelo coronelismo de outrora. Ainda não estamos acostumados a escolher... No caso do Rio, o Sérgio Cabral tem se mostrado bastante arrogante, tirando o corpo fora e passando por cima de decisões de outros orgãos governamentais. Até o próprio PT não aguenta mais a sua presença. Bem... Quanto aos médicos, eles não vão trabalhar, porque não tem material para trabalhar. Simples assim!
    Enviei uma carta ao Estado Maior das Forças Armadas questionando do porquê seus profissionais da saúde são proibidos de trabalhar civilmente. Esse é um resquício contra o período pós ditadura, ao qual fui surpreendentemente respondida rapidamente. Eles já se prontificaram perante o governo federal, pois a nossa crise na saúde está um verdadeiro estado de guerra. Se usarmos os médicos militares, não precisaremos de médicos estrangeiros em nosso país.
    Eu acredito em uma nova geração de políticos que de fato corresponderão ao que o eleitor pede nas urnas. Protestar é um direito democrático e um político não faz favor. Se um funcionário não trabalha bem, temos todo o direito de despedí-lo.
    A culpa é social, da omissão, da falta de cumprimento aos nossos direitos... Quando o cidadão não se sente lesado, ele faz a sua parte, cumpre o seu dever.

    ResponderExcluir

.

.

.

.