UA-39063185-1 Trocando uma ideia: Milagres de Jesus

"O problema não é você estar preso ,e sim o que você faz com a liberdade !!!"

Diga não ao bloqueio de blogs
"O problema não é você estar preso ,e sim o que você faz com a liberdade !!!"

Digite seu E-mail e receba as atualizações deste Blog

Você poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sábado, 18 de janeiro de 2014

Milagres de Jesus

A nova série da TV Record com 18 capítulos e cerca de 60 atores conta em cada capítulo como diz o título, os milagres de Jesus. Em parceria com a Academia de Filmes é a primeira produção independente da emissora, que começou em crise financeira, pois a produtora e o diretor prepararam com qualidade de cinema e com orçamento de televisão a série. O orçamento baixo foi o primeiro problema da Record para a série que estreia dia 22 de Janeiro. Pra dar seguimento as gravações, a TV do Bispo assumiu o controle.
A série Milagres de Jesus será dirigida por João Camargo que já dirigiu Sansão e Dalila, a história de Ester e Alta Estação.
O primeiro episódio intitulado "Pesca maravilhosa" com Caio Junqueira vivendo o pescador Simão que passa a ser chamado de Pedro e se torna pescador de homens. O elenco conta também com Janaina Moura, Marcello Gonçalves, Antonio Grassi, Valéria Alencar, Jorge Cerruti, Maurício Ribeiro, Rodrigo Vidigal, Erick Maximiano e Cássio Pandolfi, entre outros.
E cada episódio trará uma história dos milagres feitos por Jesus.
A emissora de TV Record tem se destacado com suas produções baseadas na bíblia sagrada, pois vem caindo no gosto dos brasileiros independente de serem ou não cristãos. A cada nova produção, novas tecnologias e grandes investimentos vem tornando estas séries em grandes produções. Algo que até então era inédito no Brasil.
nova série da TV Record com 18 capítulos
"E, de igual modo, também de Tiago e João, filhos de Zebedeu, que eram companheiros de Simão. E disse Jesus a Simão: Não temas; de agora em diante serás pescador de homens."  Lucas 5:10

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

.

.

.