UA-39063185-1 Trocando uma ideia: 50 anos depois... e agora?

"O problema não é você estar preso ,e sim o que você faz com a liberdade !!!"

Diga não ao bloqueio de blogs
"O problema não é você estar preso ,e sim o que você faz com a liberdade !!!"

Digite seu E-mail e receba as atualizações deste Blog

Você poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 3 de abril de 2014

50 anos depois... e agora?

"O problema não é você estar preso ,e sim o que você faz com a liberdade !!!"
Estes dias estamos (o país) lembrando nossas dores. A 50 anos atrás aconteceu no Brasil o famoso "golpe militar" de 1964. Este momento histórico tirou de seu povo a liberdade. Durante 21 anos os brasileiros foram massacrados pela brutal covardia dos militares (se é que podemos resumir a história desta forma). Foi com a posse do civil José Sarney e a instauração da Nova República em 1985 que o Brasil conquistou sua liberdade.
Examinando a história a fundo ou conhecendo o testemunho de quem viveu esta época, conhecemos mais uma vez a barbárie de alguns.
Censura, tortura, mortes, estupros,... cada sobrevivente ou parente de algum morto ou desaparecido conta seus sofrimentos.
... e lá vai história.
Mas não foi esta a primeira vez que a liberdade no Brasil é ameaçada, na verdade o povo daqui começou sem a liberdade.
A história conta que nossos "heróis" (descobridores), no ano de 1500 desembarcaram nestas terras já trazendo escravos e não satisfeitos quiseram escravizar os habitantes naturais desta nação. Muitos índios morreram se negando a vida escrava.
... censura, tortura, mortes, estupros,... essa história é antiga por aqui!
Hoje comemoramos a nossa independência de Portugal, mas somos colônia do Tio Sam!
Hoje, 2014, o Brasil vive a era das manifestações.
Tudo é motivo pra se manifestar.
Grita o Brasil que ditadura jamais!
Chega!
Mas... e agora?
O que faremos com essa tal liberdade?
Vamos andar nus nas ruas, praças públicas, praia,...
Que tal sexo ao ar livre? Em praça pública, ou quem sabe dentro de igrejas diante dos fiéis seja legal.
Vamos nos masturbar com os crucifixos dos cristãos!!!
Que tal o celular ou o carro daquele ali? Vamos tomar de assalto?
Fazer xixi na porta do vizinho?
Fumar, cheirar( drogas) em qualquer lugar?
Beber e dirigir e consequentemente matar pedestres sabendo que tem advogados e uma constituição que o protege. Se a lei não incrimina, que mal há?
Vamos forçar a igreja a abandonar as leis de DEUS e fazer a vontade dos gays!
Queremos o direito de nos drogar a vontade, é com nosso dinheiro!
Decidimos quando e se vamos as escolas. Professores não podem nos repreender. Lei da palmatória contra nossos pais!
Quebramos então as roletas dos trens e ônibus, encendíamos,... tudo é válido em nome da liberdade, pois estamos construindo um Brasil melhor!
... nem tudo é assim!
Mas no meio de gente que luta por um país melhor, por mais dignidade para o povo brasileiro se encontra lobos em pele de cordeiro. Desordeiros que dizem representar a população!
A liberdade também tem seu limite. Meus direitos terminam quando meus deveres começam.
Queremos um Brasil novo, mas não a qualquer preço. Não a preço de prejudicar aqueles que defendemos. Uma manifestação com um pouco mais de foco.
Há lugar e hora para tudo. Nem tudo posso. Respeito ao próximo. O poder do não. Tantas coisas que a boa educação ensina.
Nos EUA no movimento Black Power os Black Panthers lutaram pela liberdade, o direito de ir e vir. Conquistaram! Hoje, na periferia americana, os negros se matam para serem os "donos da rua"!
Depois de tanto tempo como escravos, seja dos Portugueses ou do regime militar será que sabemos o que fazer com esta liberdade conquistada?
Vendo algumas coisas que acontecem, fica claro que alguns não sabem o que fazer com a liberdade.
Infelizmente alguns oportunistas ofuscam a boa intenção de outros.
Há aqueles que lutam por um Brasil melhor, mas não o seu melhor e sim o melhor para todos.
Continuamos a cada dia lutando.
Ditadura nunca mais, nem a ditadura da liberdade  onde uns impõem suas vontades!




Ditadura da liberdade



Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

.

.

.