UA-39063185-1 Trocando uma ideia: Cristão independente ou desigrejado?

"O problema não é você estar preso ,e sim o que você faz com a liberdade !!!"

Diga não ao bloqueio de blogs
"O problema não é você estar preso ,e sim o que você faz com a liberdade !!!"

Digite seu E-mail e receba as atualizações deste Blog

Você poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

Cristão independente ou desigrejado?

"Voltar pra Jesus é voltar pra igreja (denominacional), ou você como igreja ficar na vontade de Deus?"

Cristão independente ou desigrejado é uma vertente mais antiga do que muitos pensam. Dos conceitos, mitos e verdades começamos a desmistificar o termo desigrejado.
Se pela fé, pelas escrituras e por atitudes você entende que a igreja somos nós e não apenas o templo de concreto e tijolo, esse termo desigrejado deixa de existir. Você deixa de frequentar a igreja denominacional mas a igreja continua dentro de si. Ao pé da letra você é a igreja.
Sim, o termo desigrejado não faz sentido para um cristão.
Quando você me diz que é desigrejado entendo que nem você se considera Igreja.
Vale também se atentar que testificamos os frutos de uns que se apresentam como cristãos desigrejados. Não tem nada de cristãos, se revelam tão anti cristãos quanto aos "igrejados" ao qual eles condenam. 
É importante não perdermos o sentido do termo cristão.
Já o termo cristão independente... O que entendemos sobre esta novidade que é mais antiga que você imagina e por que tanto "pré conceito" a essa realidade? 
Esse termo é exatamente o mesmo que temos no mundo musical, o cara sai da banda e passa a seguir carreira solo (que na verdade ele não faz sozinho, apenas seu nome entra em destaque).
Há muitos questionamentos e afirmações baseadas na bíblia e hábitos culturais. Cada lado com sua razão.
Para começarmos a entender essa decisão tomada por muitos, precisamos reconhecer a verdade.
Por que alguém sai ou muda de igreja?
A igreja criou o conceito que o erro está em quem sai, nunca em quem fica. 
Será que esse conceito é verdadeiro?
Não! É unânime a justificativa de quem sai, coisas erradas dentro da igreja.
Dizem que não se converteram de verdade, não se libertaram, rebeldes que não aceitam regras,...
A igreja precisa entender e assumir sua parcela de culpa. O que tem feito para tornar a casa de Deus um lugar desagradável. 
Sim, desagradável.
É grande o número de reclamações em todas as denominações.
Sair da igreja é a solução?
Não, nunca foi. Mas se você é a igreja, então apenas mudou a igreja de endereço.
Mas... Qual o conceito cristão de igreja?
O que consiste em ser um cristão independente? Você consegue ser independente sem deixar de ser cristão? Guarda os mandamentos de Deus?
Segue agora pontos importantes para você refletir sobre sua decisão e fazer o certo biblicamente.
- dízimos, ofertas e sacrifícios. 
Essa parte não é negociável! É mandamento! Precisa citar a Bíblia? Não né! 
Como você está cumprindo esta parte de forma fiel? 
Para que Deus destinou dízimos, ofertas e sacrifícios?
Pensa nisso e sei que vai encontrar uma forma de cumprir esse mandamento mesmo sendo independente.
- Oração e culto. 
Na sua independência você consegue ter seus momentos de oração e presta cultos ao seu Deus? Entende o que é e a importância da oração e do culto? Mesmo sendo independente você pode manter suas orações e prestar culto ao seu Deus.
- Congregar. 
Você congrega, entendo o significado deste termo tão usado nas igrejas? É importante que essa condição de independente não seja um isolamento social cristão. Não se torne um anti social gospel, ou pior, rancoroso gospel. 
O motivo da sua saída da igreja é aquele desconforto social entre os irmãos da congregação. Isso precisa estar bem resolvido. O homem errou contigo, não foi Deus que o feriu.
- Regras e disciplina das igrejas. 
Parte das reclamações de quem sai da igreja são as regras. Algumas regras colocadas nas igrejas são bíblicas e outras são de caráter pessoal (vontade do homem e não de Deus), da mesma forma aquele que sai por esse motivo, sai com embasamento bíblico e/ou por razões de caráter pessoal. É, mais uma questão que precisa estar bem definida dentro do cristão independente. A sua independência não pode anular as regras de Deus. A vontade a ser feita é a de Deus não a sua. 
- EBD. 
De extrema importância, a Escola Bíblica Dominical, é a base do ensino. No culto tradicional você não tira dúvidas, só ouve. Já na EBD, ali você é mais participativo. Pode perguntar e até ensinar. Na sua visão de cristão independente você mantém os estudos de forma disciplinar? É preciso reservar tempo para ler e estudar sobre o cristianismo. Como você vai ensinar se não se dedicou a aprender?
 - Evangelismo. 
Nas denominacionais os irmãos se organizam para o evangelismo. Consegue fazer isso sozinho ou com alguém mesmo sendo independente? Ordenança de Jesus é o IDE. Não há o que questionar sobre isso, pois a fé sem obras é morta.
- Louvor, o ministério. 
Cantores e instrumentistas se organizam nas denominacionais para cantar, louvar e ministrar o louvor dentro da igreja. Talvez sozinho você não consiga a produção e recursos que uma igreja tem. Mas, em todos os sentidos da palavra louvor, é preciso louvar a Deus. Do seu jeito e condições, mas não abra mão da sua gratidão a Deus.
Até aqui entendemos que tudo tratado aqui nos faz compreender que o cristão denominacional e o independente precisam estar firmes na palavra e no centro da vontade de Deus. Para cada um Ele deu sua porção. Vimos também que o que é feito numa igreja denominacional pode e deve ser feito nesta igreja que é você cristão independente.
Dicas importantes para ser um cristão independente, acima de tudo um cristão:
Numa empresa tem o chamado Home Office, aquele funcionário que trabalha em casa. Na faculdade tem o ensino a distância, onde você estuda no conforto do seu lar. E tem o termo conhecido e praticado por uns, o autodidata, aquele que aprende sozinho.
O que estes três tem em comum que os especialistas ensinam é a disciplina. Sim. Tenha disciplina. Reserve espaço e momentos para a prática de sua crença, seja para orar, louvar, estudar, envangelizar, dizimar,... Descubra se você consegue fazer isso assim como um Home Office, estudante a distância, e verifique se você realmente consegue ser autodidata.
O pecado não está na sua decisão de independência, mas no não cumprimento da vontade de Deus.

Encerramos com o ensinamento de Jesus, que a árvore se conhece pelos frutos. Se você diz que é cristão, independente ou não, tem que apresentar frutos de cristão. O mundo, incluindo o mundo virtual, precisa te ver como cristão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

.

.

.