"O problema não é você estar preso ,e sim o que você faz com a liberdade !!!"

Digite seu E-mail e receba as atualizações deste Blog

segunda-feira, 14 de maio de 2018

Legalização da maconha

"prometendo-lhes liberdade, quando eles mesmos são escravos da corrupção; porque de quem um homem é vencido, do mesmo é feito escravo." 2 Pedro 2:19
No mundo inteiro o assunto é polêmico e ganha forças com os movimentos a favor da liberação do uso tanto de forma medicinal como a chamada de uso "recreativo".
A primeira se trata da força científica, pois assim como qualquer planta, a maconha pode ser usada para bens medicinais, o que poderia ser mais um avanço em alguns tratamentos. Ainda gera confusão, desconfiança e resistência por parte dos que vêem a planta apenas como um baseado, conhecido como o "cigarrinho do capeta".
É importante entender que o uso "recreativo" é totalmente diferente do medicinal.
O uso "recreativo", o que gera muita discussão, é bem diferente. É o ato de se drogar. Curtir a viagem alucinógena.
Uma das colocações dos usuários é referente a violência, alegam que não aumentaria, mas sim reduziria. Até alegam que o problema da violência está ligado a condição financeira. Ou seja, que o problema da violência não está ligado ao uso das drogas.
A legalização das drogas, em especial a maconha, traz muitos questionamentos de quem é contra.
Alguns países já estão liberando, alguns aos poucos, os EUA por exemplo, está liberando por Estado, um de cada vez. Todos esperam para ver se vai realmente dar certo.
É verdade que como cidadãos os usuários tenham este direito, mas aqui vou questionar algumas coisas antes de sair gritando que apoio, até porque sou contra.
Algumas pessoas vão dizer que fumam com seu dinheiro, que sustentam seu vício.
Meu primeiro questionamento seria este, assim como a bebida alcoólica aclamada nas propagandas, o usuário de maconha vai sustentar seu vício com o suor de seu trabalho ou vai continuar assaltando pobres nos ônibus para sustentar seu vício?
O não fumante terá o direito de não sentir o cheiro do baseado em locais públicos e na porta de sua casa?
A violência doméstica praticada por drogados, alcoólatras e maconheiros, diminuirá? Muitas famílias tem seus bens domésticos vendidos por parentes viciados, como fica essa família?
Na questão da saúde, como o governo ajudará as famílias para tratar os danos do uso? Pode virar esta liberação um problema de saúde pública amanhã.
É, politicamente pode ser confortável fazer a liberação, principalmente em época que se busca votos em ano de eleição, mas precisamos garantir alguns pontos nesta questão para que todos, os favoráveis e os contra consigam viver pacificamente na sociedade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...