"O problema não é você estar preso ,e sim o que você faz com a liberdade !!!"

Digite seu E-mail e receba as atualizações deste Blog

sexta-feira, 2 de julho de 2021

Por que preciso de um Superman Negro?

 

A DC anunciou seu novo projeto, um filme do Superman. Os fãs estavam ansiosos aguardando o novo filme do homem de aço, mas o anúncio não foi como muitos fãs esperavam. Não é o Super que conhecemos. Henry Cavill não estará na produção, nem seu personagem Clark Kent. É um outro super, uma outra história.

Foi anunciado o filme do Superman Negro. 

Para quem acompanha história em quadrinhos já sabe a história do personagem. O problema é quem não conhece. 

Como assim Superman Negro? 

Lá vem lacração?

Àqueles que lêem hq sabem que a DC trabalha com histórias em diversas realidades alternativas; e é daí que surge Kalel da Terra-23, um refugiado de Krypton. Ele não é a única versão negra do personagem.  Assim como o Homem Aranha que tem também sua versão negra e feminina o super não ficaria de fora. Essas versões são práticas antigas nas HQs. O antigo ato de inclusão social e diversidade.

O anúncio de Superman Negro vem da fase atual que vivemos onde se milita pela igualdade social e inclusão. Claro, Hollywood iria aderir, não só por ideologia, mas pelo lucro que se pode ter. 

Talvez o filme do Pantera Negra tenha dado esse caminho por seu sucesso mundial.

A história do Superman fora das HQs já apontavam para esse caminho, pois para inclusão de atores negros mudaram a raça de Jimmy Olsen e Perry White. O primeiro era ruivo com sardas e o segundo um branco de cabelos grisalho.

Tem se tornado normal mudar a etnia de personagens fictícios para dar vez a atores negros. O que ainda causa alguns debates sobre raça. Meio que exclui o branco para dar vez ao negro. E o outro ponto de vista, claro, o negro sempre foi excluído. 

A maioria dos personagens foram criados brancos por brancos para consumidores brancos.

O Superman Negro é a voz da representatividade negra. A diversidade tem crescido na indústria de entretenimento. Personagens que saem do armário, a voz feminino, os imigrantes, os religiosos e os negros. Como o mundo sempre foi, diverso. Uma diversidade bastante ignorada por artistas em suas obras.

Este filme do homem de aço já traz uma grande mudança, pois foi anunciado em sua equipe um roteirista, um diretor e ator principal negros, o que não era comum nos estúdios assim como já está acontecendo também no movimento feminino e gay.

Quanto a história ainda não sabemos se será satisfatória já que a WB já tem o histórico de destruir grandes ideias, mas pelo movimento de causa já é importante. 

Particularmente fico feliz que não será a descaracterização de um branco, mas um outro personagem realmente negro.


sexta-feira, 25 de junho de 2021

Um País desgovernado


Desde que me conheço como eleitor aprendi que nada mudou neste jogo sujo pelo poder. Às vezes tenho aquela sensação de que já vi isso antes. A luta para se derrubar um governo, os discursos "revolucionários", o se posicionar politicamente, a imprensa e suas verdades, as militâncias,... e claro, o povo no meio disso tudo. 

A notícia de hoje parece a notícia sobre governos atrás. 

Na disputa pelo poder o eleitor está sempre mudando o Brasil.

Entre tantos questionamentos que vão surgindo me pergunto se votamos errado ou só os errados se candidatam.

Estamos sempre defendendo nossos interesses, talvez por isso política não dê tão certo, somos um povo dividido. 

Colocamos eles lá, direta ou indiretamente, assim também tiramos. Essa falsa sensação de poder nos aprisiona em um sistema que nos consome. 

É como numa história em quadrinhos. Se tem o herói é porque tem o vilão; e para a história ficar interessante... Tem a vítima!

Não. Eu não vou salvar o Brasil. Talvez ele nem queira ser salvo. Embora se faça de vítima, talvez seja o vilão. Mas com certeza em relação ao sistema político não é nem de longe herói.

Como num evento de carnaval temos oportunistas fantasiados de heróis te chamando de vítima. 

Encontramos hoje a mão direita em conflito com a mão esquerda ignorando que fazem parte do mesmo corpo. 

Até para se cruzar os braços as duas mãos trabalham em conjunto.

Sim, seu inimigo não sou eu.

Sim, você não é meu inimigo.

Talvez sejamos nosso próprio inimigo. Marionetes daqueles que querem ser o herói, e que para isso te nomeia como vítima ou vilão. 

sexta-feira, 18 de junho de 2021

Pesquisa de opinião "pública"

 


A disputa pelo poder é um jogo sujo onde se subestima a capacidade do ambicioso e a ignorância das suas vítimas.

Talvez poucos tenham percebido o quanto são manipulados e induzidos ao erro. Até mesmo aqueles que se dizem bem informados e cultos caíram na pegadinha dos malandros.

Não é novidade a grande empreitada de alguns em derrubar o atual presidente. A vontade é tão grande que até fazem pacto com o diabo sem pensar no preço a pagar depois 

Em uma daquelas respeitosas pesquisas de opinião já sabemos os dois grandes nomes da disputa final das próximas eleições, Lula e Bolsonaro, mesmo sem confirmação oficial dos dois se irão disputar.

O poder de manipular a opinião pública é algo extraordinário. Dê ao povo a escolher entre o ruim e o pior, e sem questionar se há outra opção irão escolher o que foi induzido.

As pessoas não perceberam que nas próximas eleições haverá outras opções além de Lula e Bolsonaro. Sim, haverá outros candidatos, o voto nulo, Voto em branco, e até justificar! 

Sempre há opções, não precisa fazer pacto satânico.

Este é o poder da mídia partidária, manipular a opinião pública a seu favor.

Há duas formas de se obter a resposta sobre esse assunto numa pesquisa de opinião. A primeira é em quem você irá votar nas próximas eleições, se já tem candidato. A segunda forma de perguntar é se você vai votar no Lula ou no Bolsonaro.

Nesta segunda pergunta você não tem opção além do ruim e o pior. É induzido a escolher o que talvez você nem queira.

Na resposta da primeira pergunta você tem mais liberdade para decidir, talvez nem lembre destes dois nomes, mas fará sua escolha.

É assim que sua mente é sequestrada pelos centros de pesquisa manipuladoras.

Até os falsos profetas da revolução são manipulados.

Seus pensamentos não são seus.

Suas escolhas não são mais suas.

Sua liberdade de escolha... Que liberdade?


sexta-feira, 11 de junho de 2021

Um dia sem reclamar


De tudo reclamamos.

Nada está bom.

Reclamamos do trabalho, da família, dos colegas, do governo, da vida,... Nem Deus escapa da nossa insatisfação.

Reclamar de algo que precisa mudar e estarmos determinados a fazer esta mudança até que é válido.

Mas e quando apenas reclamamos por ter tornado isso apenas um hábito, aquele de ver tudo pelo lado do copo meio vazio.? 

Na verdade o excesso de reclamações é apenas a energia negativa.

Tem pessoas que são assim, negativas. Fazem mal a si próprias e desestabiliza todos ao redor. 

Ruim estar próximo de alguém que já começa o dia profetizando que não vai dar certo. 

Por isso dá errado, já entra como derrotado. 

Tem pessoas que se derrotam sozinhas. 

Para dar certo tem que primeiro acreditar que vai dar certo para daí fazer dar certo. 

Como dizem por aí, o jogo só termina quando acaba.



segunda-feira, 7 de junho de 2021

Juliana Paes e a Militância Tóxica

 Assisti o vídeo da atriz Juliana Paes. 

É uma resposta a uma colega de trabalho e um desabafo ao cenário que se encontra o Brasil, e que representa o sentimento de muitos brasileiros.

Ninguém mais está aguentando essa rede tóxica de extremismo dos dois lados da torcida. 

Essa ditadura que impõe a escolher ou Lula ou Bolsonaro é sufocante e burra. Achar que não escolher nenhum dos dois é se anular quanto ao país é censurar qualquer outro pensamento que se tenha que não se favoreça estes dois lados.

Tudo que se populariza se banaliza. Todos querem ser ativista e militante, querem ser o defensores da causa, o herói da nação, e como num evangelho apocalíptico pregam que só seu candidato salva. Nos tornamos pecadores e hereges anti Lula e anti Bolsonaro.

Estamos cansados de movimentos tóxicos que só trazem o caos como solução. Essa mídia manipuladora que espalha seu vírus nos coloca num estado de pandemia política social muito desconfortável. Só queremos respirar!

Que liberdade é esta que temos se nossa opinião é tratada como crime ideológico?

Liberdade de pensamento onde não posso me expressar é tão ditador, tão oposto ao que se prega.

Que compromisso com a verdade é esta se me é omitido as demais opções?

Não se sentir representado por ninguém é o soco na boca do estômago destes párias que gritam nos representar. E como tem candidatos a herói! 

Ser militante e ativista deveria ser algo além de curtidas na internet, deveria ser respeito a opiniões contrárias. Engajamento deveria ser mãos a obra.

Manipuladores que são manipulados que se intitulam revolucionários sendo usados no grande esquema político.

Sim, haverá outros candidatos na disputa. Sempre há outras opções. Não se sentir obrigado a se limitar a estes dois também é se posicionar, é uma escolha!

Somos doutrinados a escolher direita ou esquerda e esquecemos que o corpo funciona melhor num todo. Esquecemos que o silêncio nem sempre é concordar ou contribuir para o mau da nação. Não escolher também é uma escolha. Eu escolhi não escolher nenhum destes dois.

Antes de pregar democracia eu deveria saber o que é democracia.


Você poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...